Recent Posts

domingo, 6 de junho de 2010


terça-feira, 2 de março de 2010

Padrinhos

Padrinhos!

Finalmente tenho os meus dois padrinhos academicos e hoje o post é dedicado a eles mesmo.
Se estou feliz? Se são os melhores padrinhos que podia escolher? SIM SIM SIM (um sim a mais para reforçar a ideia).
Amanha vou finalmente comprar o traje, e dpois apenas falta o baptismo para consumar o caso.

  • Michelle Santos (Shell) e Pedro Infante (Pepe)
Queria então deixar aqui explicito o quanto os admiro, e respeito.
P.s: Madrinha o mundo cai-nos em cima muitas vezes na vida, mas sabes sempre que podes contar cmg para aparar a queda tal como sei que posso contar contigo.




(Sim hoje foi um post inteiramente dedicado a eles =P)


sábado, 27 de fevereiro de 2010

Emblema?

(a foto hoje fugiu....)

Oi minha gente! (que entrada a pés juntos)
Infelizmente não consegui comprar a maquina, mas a boa noticia é..
Fiquei com dinheiro para a traje! Portanto esta semana ele já ca canta..
No entanto, tive a ver emblemas, e reparei que não a nenhum em relaçao a blogs, era giro nao? " a blogueira", tenho pensado nisso...
QUERO EMBLEMAS lol

Eu sei hoje não estou nada poetica, mas a vida é mesmo assim..

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Norma

 
(Catarina Fernandes 2009)

"Como podes fazer da excepçao a regra?"  
Dito pela minha M.


Para quem não sabes: Manel Cruz actua a 8 de Abril 
na Aula Magna, em Lisboa
(vou criar a minha própria agenda cultural.)



quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Tem que ser...

"Às vezes é preciso aprender a perder, a ouvir e não responder, a falar sem nada dizer, a esconder o que mais queremos mostrar, a dar sem receber, sem cobrar, sem reclamar. Às vezes é preciso respirar fundo e esperar que o tempo nos indique o momento certo para falar e então alinhar as ideias, usar a cabeça e esquecer o coração, dizer tudo o que se tem para dizer, não ter medo de dizer não, não esquecer nenhuma ideia, nenhum pormenor, deixar tudo bem claro em cima da mesa para que não restem dúvidas e não duvidar nunca daquilo que estamos a fazer.
E mesmo que a voz trema por dentro, há que fazê-la sair firme e serena, e mesmo que se oiça o coração bater desordeiramente fora do peito é preciso domá-lo, acalmá-lo, ordenar-lhe que bata mais devagar e faça menos alarido, e esperar, esperar que ele obedeça, que se esqueça, apagar-lhe a memória, o desejo, a saudade, a vontade.
Às vezes, é preciso partir antes do tempo, dizer: aquilo que mais se teme dizer, arrumar a casa e a cabeça, limpar a alma e prepará-la para um futuro incerto, acreditar que esse futuro é bom e afinal já está perto, apertar as mãos uma contra a outra e rezar a um Deus qualquer que nos dê força e serenidade. Pensar que o tempo está a nosso favor, que a vontade de mudar é sempre mais forte, que o destino e as circunstâncias se encarregarão de atenuar a nossa dor e de a transformar numa recordação ténue e fechada num passado sem retorno que teve o seu tempo e a sua época e que um dia também teve o seu fim.
Às vezes mais vale desistir do que insistir, esquecer do que querer, arrumar do que cultivar, anular do que desejar. No ar ficará para sempre a dúvida se fizémos bem, mas pelo menos temos a paz de ter feito aquilo que devia ser feito. Somos outra vez donos da nossa vida e tudo é outra vez mais fácil, mais simples, mais leve, melhor.
Às vezes é preciso mudar o que parece não ter solução, deitar tudo a baixo para voltar a construir do zero, bater com a porta e apanhar o último comboio no derradeiro momento e sem olhar para trás, abrir a janela e jogar tudo borda-fora, queimar cartas e fotografias, esquecer a voz e o cheiro, as mãos e a cor da pele, apagar a memória sem medo de a perder para sempre, esquecer tudo, cada momento, cada minuto, cada passo e cada palavra, cada promessa e cada desilusão, atirar com tudo para dentro de uma gaveta e deitar a chave fora, ou então pedir a alguém que guarde tudo num cofre e que a seguir esqueça o segredo.
Às vezes é preciso saber renunciar, não aceitar, não cooperar, não ouvir nem contemporizar, não pedir nem dar, não aceitar sem participar, sair pela porta da frente sem a fechar, pedir silêncio, paz e sossego, sem dor, sem tristeza e sem medo de partir. E partir para outro mundo, para outro lugar, mesmo quando o que mais queremos é ficar, permanecer, construir, investir, amar.
Porque quem parte é quem sabe para onde vai, quem escolhe o seu caminho e mesmo que não haja caminho porque o caminho se faz a andar, o sol, o vento, o céu e o cheiro do mar são os nossos guias, a única companhia, a certeza que fizemos bem e que não podia ser de outra maneira. Quem fica, fica a ver, a pensar, a meditar, a lembrar. Até se conformar e um dia então esquecer."

Texto de: Margarida Rebelo Pinto 

Porque ela consegui resumir tudo o que vai na minha cabeça. Hoje é so isto.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Desafio de Pascoa

(Catarina Fernandes 2010)

DESAFIO DE PASCOA!

Não é so o Coelhinho da Pascoa que traz presentes esta pascoa.
Eu tenho um desafio para as minhas leitoras.
Para quem não sabe eu trabalho como fotografa à relativamente pouco tempo
E esta Pascoa ofereço-vos 2 Sessoes fotograficas.


REGRAS:

  • Envia uma frase que inclua as palavras: 
      Fotografia, Pascoa, Sonho
  • Publicitar o desafio no teu blog.
  • Os primeiros 5 vencedores vão ser escolhidos por mim, 
  • os restantos seram eleitos por votos no meu perfil.
  • A frase deve ser comentada neste post até 28 de Fevereiro.
  • Devem juntamente enviar um email para Catarinafernandes91@gmail.com com o nome, o link do blog, a frase, a tua idade e 2 fotos.


Obrigado a todos.
Catarina Fernandes

P.s: Ofereço-me para fazer um casamento.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Fiquem comigo.

 

"- Alguém pode ficar comigo???" 

Cão encontrado ontem na Damaia, ele é muito afável e adora miminhos. 
Por favor alguém fique com ele. 


(meninas dos blogs, ajudem-me a divulgar pff)
Ocorreu um erro neste dispositivo
Ocorreu um erro neste dispositivo